sábado, julho 20, 2024
OpiniõesSéries

Olá? Sou Eu! | Crítica: Com leveza drama busca mostrar como devemos nos amar e nos perdoar

Está disponível na Netflix o dorama, ou k-drama, Olá? Sou Eu! de 2021, e confesso que fui meio cético por conta da trama apresentada na sinopse, mas o desenrolar é muito interessante, só que no fim a produção ainda deixa diversas questões em aberto…

Gostei muito da forma abordada para mostrar que nossas escolhas nos levam por diversos caminhos, e mostrar como podemos ser muito mais quando fazemos as pazes com a nossa mente, e tirar algumas culpas do corpo. Olá! Sou Eu! acaba mostrando isso de forma interessante, mesmo que não explique como o acontecimento principal decorreu, mas mostra que algo superior tomou aquela decisão.

ATENÇÃO!
O conteúdo abaixo contém spoilers

A sinopse é simples, fala sobre uma mulher fracassada e muito infeliz, que até pensa em tirar a própria vida, de tantos problemas entrarem em seu caminho, e tudo isso vindo de alguém que tinha tudo para ter o sucesso e uma vida muito grandiosa.

olá sou eu
Crédito: Netflix

Vemos a história em duas perspectivas inicialmente, com Ban Ha-Ni em sua adolescência e querendo o sucesso ao poder participar de um programa de música, aqui interpretada por Lee Re, e então vemos o seu futuro, onde é fracassada e só entra em problemas, que é vivida por Choi Kang-Hee.

É muito legal quando os pontos começam a convergir, e ela acaba revivendo o mesmo problema da vida com um caminhão podendo atropelá-la e o destino acaba colocando a Ban Ha-Ni de 17 anos ao lado da de 30. As confusões são sensacionais e logo no começo vemos isso.

Olá? Sou Eu! aprofunda muito nessa questão da garota mimada, mas que precisa aprender a dureza da vida, ao mesmo tempo que coloca a mulher precisando aprender a ser leve, quando se sente muito culpada pela morte da pessoa que mais amava. Perder o pai e sentir essa culpa, é o que coloca Ha-Ni nesse divisor e o fracasso vem por se culpar.

O dorama consegue explorar as consequências, como sua melhor amiga Oh Ji-Eun (Kim Yoo-Me) cresce longe dela e se torna uma pessoa diferente querendo ter a atenção que ea tinha, ou os homens que estavam ao seu lado, que tem vidas completamente diferentes. Até mesmo sua irmã tem um futuro promissor, sua mãe virou taxista no lugar do pai, enquanto sua avó está doente e acaba sendo uma ligação importante entre passado e futuro.

O desenrolar das trams mostram a jovem Ha-Ni tentando entender como sua vida chegou nesse ponto, enquanto a mulher Ha-Ni esconde a morte do pai, e corre contra o tempo para mandá-la de volta.

Reencarar sua adolescência acaba lhe conectando com algo de sucesso e é com isso que ela acaba conseguindo crescer na fábrica de guloseimas, e também conquistando o jovem Han Yoo-hyun (Kim Young-Kwang), herdeiro da fábrica e também um jovem que Ha-Ni ajudou quando ela era adolescente.

As confusões são bem interessantes, e realmente, o que fica é o desenrolar de como ela acaba mudando a vida das pessoas ao seu redor, como Yang Chun-Sik (Euu Moon-Suk), ou Anthony, que vira um ator muito famoso, mas acaba vendo que não terá mais um futuro promissor.

olá sou eu
Crédito: Netflix

Infelizmente queria mais detalhes sobre como Ha-Ni chegou no presente, as consequências dela estar em uma linha do tempo, e também como ficou a linha do tempo dela depois que aprendeu tanto nessa. Faltou isso para amarrar as coisas para a gente.

Olá? Sou Eu! é a típica série coreana cheia de confusões e romance, mas com ótimas saídas e divertimento, vale muito a pena acompanhar seus 16 episódios e se divertir com as confusões das Ha-Ni.

O que fica é o pensamento de que mesmo não alcançando o que sempre sonhamos, o importante é amar a se mesmo, as vezes se perdoar e também dialogar sobre o que acontece com você. Seu passado ficou para trás, e o presente é o que irá desenhar seu futuro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *