sábado, julho 20, 2024
OpiniõesSéries

Elsbeth | Review: 1×02-03 – A Classic New York Character / Reality Shock

E depois de uma longa pausa após sua estreia, Elsbeth está de volta e mostra a mente brilhante de Robert e Michelle King, mostrando que eles conseguem ir para a bagaceira e a diversão constante, depois de vir de séries mais sérias como The Good Wife, The Good Fight e Evil.

Nas séries citadas eles já mostraram a veia cômica, mas aqui eles levam isso a um nível absurdo. A trama dos dois episódios são maravilhosas, e a forma como somos apresentados às mortes e suas motivações logo de início, e em como os “vilões” vão tentando se safar das insistências de Elsbeth, deixa o tom ainda mais divertido.

ATENÇÃO!
O conteúdo abaixo contém spoilers

Agora, o melhor tem sido a escalação dos vilões, pois nesses três primeiros episódios tivemos bons nomes nos papéis, como Stephen Moyer (True Blood), Jane Krakowski (Unbreakable Kimmy Schmidt) e Jesse Tyler Ferguson (Modern Family). E ainda ficam nos devendo mais interação de Elsebth ao lado de Capitão Wagner, pois se ele é o vilão principal, precisamos nos aproximar mais dele, indo da desconfiança e amizade dele com a advogada, para nos preocupar com o que pode vir a ser descoberto.

elsbeth 102
Crédito: CBS

Uma vizinha completamente insana, controladora e cheia de problemas é assassinada, e a forma como tudo acontece parece colocar somente Joann (Kakowski) como a assassina, e seus interesses em ganhar dinheiro com a venda de apartamentos para conseguir mais dinheiro. Elsbeth e a forma como se conecta com os assassinos tendo suas dúvidas é incrível. O mesmo acaba acontecendo com Skip (Ferguson) e sua intenção em ter controle de tudo, afinal, ele é responsável por uma franquia de sucesso, um reality show de mulheres ricas, e que ele faz o que bem entende, e aí insere muitas coisas bem criminosas.

As três tramas envolvem pessoas com o ego maior do mundo, de diretores a corretora de imóveis, e a forma como Tascione pega as mentiras na entrelinha é de uma sacada genial. Com Joann ela fez uma conexão super forte para alugar um apartamento, mas com Skip ela pegou a mentira na forma dele receber a notícia da morte de uma de suas amigas e no glitter de suas mãos.

elsbeth 103
Crédito: CBS

Mas Elsbeth se me atrapalha a falta de conexão com o Capitão Wagner, ela sabe trabalhar muito bem a proximidade de Tascioni com Kaya (Carra Peterson), sendo uma excêntrica e a outra completamente quadradinha pela corporação, mas que está se abrindo a forma de ver o mundo da advogada. Gosto também de como os Detetives ficam completamente perdidos com a presença dela nas cenas dos crimes e não poderem argumentar.

Me A Classic New York Character essa intromissão é mais cortada pelo Detetive Joey, mas em Reality Show, a Detetive Donnelly até tenta tirar ela de cena, mas com Kaya do lado, ela acaba entendendo a forma de pensar, e poderiam trabalhar mais esse laço, e não só mostrar a forma como todos se sentem mal com Tascioni, trazer um detetive mais excêntrico que ela ainda.

Elsbeth se mostra sólida em seus 3 primeiros episódios e mostra a genialidade de Carrie Preston em levar sua personagem na comicidade e dramaticidade necessária para ela, dando